domingo, 28 de junho de 2009

To live is to dream

Aqui em Londres, não sei se você sabe, mas o Underground é o principal meio de locomoção e raras e privilegiadas são as pessoas que não precisam deste meio sufocante de transporte.
Enfim, no meu caso ando de Tube pra lá e pra cá e dia desses achei que o motorista tava bêbado ou tinha sido seqüestrado por um louco (a pessoa já começou a pirar na imaginação tentando entender o que tava acontecendo).

Isso tudo porque ele foi dar um aviso de que o trem estava atrasado e disse:
" Nos pedimos desculpas por este atraso, mas a vida é um longo processo de ficar cansado!"
Todo o trem se entre olhou e riu. E quanto mais ele repetia mais o povo ficava sem entender. Depois de um tempo veio outro anúncio sobre o trem e ao final veio o dizer:
"Viver é sonhar!"

Foi hilário, diria até que deu uma movimentada nos ânimos do pessoal, mas eu segui sem entender nada!
Até que dia desses entendi o que se passou. É que li no jornal que a linha azul de metrô resolveu adicionar doses de filosofia em seus avisos cotidianos e repetitivos. Inclusive, foi feito um livro com o instigante título: "O que é uma cidade senão pessoas?" e distribuído pra cada motorista poder escolher aquilo que deseja proclamar.

O que achei mais bacana, e vamos combinar que só podia acontecer em cidades como Londres, foram as escolhas das citações: inteligentes, despudoradas e reflexivas para o bem ou para o mal. Ou seja, ao invés de escolherem umas frases caretinhas e mais chatas ainda que os próprios avisos de cada dia escolheram frases que realmente fazem pensar, refletir, rir, divertir e dar um toque a mais de poesia na nossa vida cotidiana.


Seguem algumas citações traduzidas pro português (nos links estão as originais em inglês):
Na natureza não existem recompensas ou punições Existem conseqüências. Robert G. Ingersoll

Beleza vai salvar o mundo. Fydor Dostoevsky

O inferno são os outros. Jean -Paul Sartre

Sem música a vida seria um erro. Friedrich Nietzsche

O único homem que pode mudar a própria mente é aquele que tem uma! Seneca

O caminho pra ter coisas feitas é não se preocupar quem vai ficar com os créditos por ter feito elas.
Benjamin Jowett

3 comentários:

Lu disse...

Muito bom isso! E realmente só poderia acontecer em Londres mesmo. Não vejo a hora de chegar aí, de andar nos tubes e ouvir aquela "mind the gap between the train and the platform". Saudade até da mocinha do metrô.
Beijão, to quase ai

Anônimo disse...

Lua amada!
Nem preciso lhe dizer que vc é meus olhos e meus ouvidos pela terra de Betinha.
Besos
Fabi

Lua disse...

Huahuahauhau! Quero saber quem é essa famosa Betinha??

beijos mil