segunda-feira, 31 de maio de 2010

To become whole first let yourself be broken


Em geral esse é o caminho natural das coisas. Da 'desconstrução' é que caminhamos para o ’todo’. Dos cacos espatifados, onde não há mais referências, é que recriamos um caminho novo.

O que seria de nós se não tivéssemos quedas, dores e desilusões pra aprender a se reinventar?

A gente também pode quebrar em cacos de felicidade, de ansiedade, de excitamento. E enquanto 'cacos', repensar aquele amor platônico ou aquele trabalho nada a ver.
'To become whole, first let yourself broken' é a capacidade de aprender através de experiências.

A idéia nessa vida é que gente vá ficando cada vez melhor com o passar dos anos. Tem situações em que nem quebramos mais. Talvez porque os cacos sejam de plástico ou de borracha. Outras vezes, são os tradicionais de vidro, mas aí já temos nosso jeito de lidar, mas vez ou outra nos surpreendemos com cacos de cristal e somos obrigados a reiniciar o ciclo.

Aproveite com os cacos, sejam eles quais forem! C'est la vie!

3 comentários:

Gis disse...

Adorei a frase. E quero saber como foi a experiência? Bjinhos. Acho que em agosto tô aí pro curso de inglês. ;-)

Lu disse...

E o grande desafio da vida é saber ir juntando os cacos pelo caminho e colá-los outra vez. Ás vezes colando eles não ficam iguais à peça original, mas nem por isso o resultado deixa de ser agradável.
Saudadezona de ti.
Beijo mega grande
LuRodrigues

Anônimo disse...

vc continua ótima, mas precisa escrever mais e mais.
eu, bem egoísta, preciso dos seus olhos para contar a minha Londres em detalhes.
ehehehe
beijos
Fabi